quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Segurança Pública foi o destaque da mensagem anual do Governador; deputados comentaram mensagem anual do Executivo.

Nesta quinta-feira (02), em sua mensagem anual como chefe do Executivo à Assembleia Legislativa, na abertura dos trabalhos legislativos para este ano, o governador do Estado, Robinson Faria (PSD), fez um destaque especial à Segurança Pública, que considerou uma urgência entre tantas outras.

"A conivência e a omissão no passado nos colocaram em meio à crise no sistema penitenciário brasileiro. A minha ordem de ontem, de hoje e de sempre é não recuar. Sempre avante em nome da paz. E para que fique bem claro: este Governo não negocia com bandidos e, em hipótese alguma, vai manter ou conceder privilégios a quem não se enquadra nem respeita a lei. A instalação dos bloqueadores de celulares nos presídios do Estado é um exemplo dessa nova forma de governar. Uma decisão inédita e irreversível que nenhuma outra gestão teve a coragem de tomar", afirmou o Governador.

Robinson disse que vai superar a crise no sistema prisional, com a construção de três presídios em tempo recorde e que como Governador determinou a desativação de Alcaçuz, o maior símbolo do erro governamental e da má aplicação dos recursos públicos. "Começamos a escrever uma nova história do sistema prisional no nosso Estado", frisou. 

O Governador lembrou que, mesmo com dificuldades financeiras o governo investiu mais de R$ 110 milhões na área de Segurança Pública entre recursos próprios, convênios com o Governo Federal e operações de crédito nos últimos dois anos. "Hoje à tarde vamos receber o Ministro da Justiça Alexandre de Moraes, na condição de primeiro Estado do Nordeste a assinar, o Plano Nacional da Segurança Pública", disse Robinson em sua mensagem.





























Deputados comentaram mensagem anual do Executivo

Os deputados da 61ª Legislatura repercutiram, nesta quinta-feira (02), a leitura da mensagem anual do Executivo Estadual. O Presidente da Casa Legislativa, o deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), enalteceu o enfoque governamental no enfrentamento da crise prisional, investimentos em Segurança Pública, Saúde, Ação Social, Turismo e o combate permanente aos efeitos da seca - que chega ao sexto ano consecutivo.

Para o líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Dison Lisboa (PSD), a mensagem do Executivo foi realista e clara quanto aos desafios do Estado.

Os representantes da oposição ao Governo na Casa Legislativa também comentaram a mensagem do Executivo e questionaram a atual administração estadual. "O discurso do governador não é condizente com a realidade do RN. Para 2017, espero que a Assembleia seja mais forte na fiscalização ao Governo do Estado. A Casa não pode ser conivente com esse desastre administrativo", declarou o deputado Kelps Lima (Solidariedade), que teve a opinião acompanhada pelo deputado Raimundo Fernandes (PSDB).

Líder da minoria na Assembleia, o deputado Getúlio Rego (DEM) defendeu união na Casa para a superação dos desafios. "Precisamos nos unir para buscarmos alternativas que possam minimizar os efeitos das crises na Segurança Pública e na Saúde junto à população. É um momento de convergência na tentativa de melhorar a qualidade de vida das pessoas", falou Getúlio.

Senhor JESUS CRISTO o nosso único Salvador 

Nenhum comentário:

Postar um comentário