Governador Robinson Faria apresenta projeto de modernização do Estado

O Governador Robinson Faria lançou hoje, na Escola de Governo, o Plano de Modernização de Gestão Pública do Governo do Rio Grande do Norte. O programa pretende inaugurar uma nova visão de médio e longo prazo para as ações governamentais, dentro do conceito de governança. A partir de amanhã, 100 servidores públicos de diversas secretarias farão um curso de capacitação pela empresa contratada, a Consultoria Publix, dando início à prática dos três eixos centrais da reforma administrativa. 
“Pela primeira vez eu vejo um Governo que planeja, discute metas e insere, efetivamente, as necessidades da sociedade, não só para essa gestão como para as próximas gerações”, disse o governador em seu discurso. 
Robinson lembrou que as ações que têm pautado o Governo são possíveis porque ele pôde fazer escolhas técnicas para compor a sua equipe e conclamou todos os servidores a participarem junto com ele desse “sonho” de “ousar” e fazer acontecer. 
“O Governo do impossível está mostrando que é possível, está dando certo e vai dar muito mais certo. Para isso, cada um terá de assumir o compromisso com suas responsabilidades”.
O projeto de Modernização da Gestão Pública do RN foi elaborado pela Secretaria de Planejamento em parceria com o Banco Mundial. 
De acordo com o titular da pasta, Gustavo Nogueira, o projeto governamental solicitado pelo governador visa ações efetivas sobre o que a sociedade realmente precisa. 
“Medidas são quando se compra 15 mil carteiras de sala de aula; metas são quando a gente planeja para melhorar os índices do Ideb”, disse o secretário Gustavo Nogueira, afirmando que o Governo estabelecerá metas que melhorarão a vida do potiguar a curto, médio e longo prazos.
As metas estabelecidas no projeto que tem três eixos centrais são
Estratégia; Organização e Processo.
Nogueira falou da necessidade da recuperação econômica gradual e progressiva do Estado, que deverá ser feita contando com a participação de todas as secretarias, além de ações como interiorização das políticas públicas, parcerias com a iniciativa privada, responsabilidade fiscal e articulação com a macro-economia brasileira. 
“Temos que abraçar fortemente um novo modelo de governança”, incentivou Nogueira. 
Falaram também aos presentes, detalhando os eixos centrais, os consultores da Publix, Caio Marini e Renata Vilhena, que foi secretária de Planejamento de Minas Gerais, com vasta experiência em gestão pública. Enquanto descrevia as metas e ações para os próximos 15 anos, Vilhena apontou para uma importante ferramenta para que o planejamento que está sendo desenhado no momento tenha êxito.
“Não adianta termos um modelo desenhado sem liderança e engajamento dos servidores”.
Fotos Rayane Mainara
  


    Senhor JESUS CRISTO o nosso único Salvador 
AnteriorPagina Anterior ProximaProxima Pagina Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário